Inteligência de dados: conheça a Solução GOVBR que prevê o repasse do FPM aos municípios

Nova função do Sala de Situação utiliza algoritmos para calcular de forma antecipada os valores que o município deve receber do Fundo de Participação dos Municípios

Com o avanço da transformação digital na gestão de órgãos públicos e privados, muito tem se falado sobre análise e inteligência de dados, uma área que tem muito a oferecer. Afinal, se coletados e processados da forma correta, os dados são uma poderosa fonte de informações para os níveis gerenciais. Podem, por exemplo, ser usados para traçar diagnósticos precisos, captar padrões de comportamento e até mesmo prever situações futuras nos mais variados campos – da gestão de pessoas às finanças públicas.

Dado esse contexto, como não poderia deixar de ser, a Governançabrasil (GOVBR) tem investido cada vez mais em inteligência de dados, tanto em processos internos quanto em suas soluções de governança oferecidas à gestão pública. A área de inteligência de dados da GOVBR realizada os encontros “Analytics em Tudo”, que fomentam a cultura data-driven entre todas as equipes da empresa. Já entre as soluções da GOVBR, um dos destaques é o Sala de Situação, que recentemente ganhou a função FPM, capaz de antecipar qual o valor que os municípios devem receber do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) nos três meses seguintes.

Como funciona a previsão do FPM no Sala de Situação?

A nova função utiliza algoritmos de inteligência de dados para calcular de forma antecipada as quantias que o município deve receber do FPM. Essa informação é enviada ao gestor público cliente do Sala de Situação sempre no quinto dia de cada mês, por meio de uma newsletter, incluindo os valores previstos para o mês corrente e para os dois meses subsequentes.

Esses dados são de grande importância para os gestores públicos, já que muitos municípios brasileiros têm como principal fonte os valores repassados pelo FPM, conforme pesquisa realizada pela equipe da GOVBR, que analisou o impacto do FPM dentro da receita municipal.

Segundo Alexandre Gonçalves, gerente de produto da GOVBR, “foram analisados 5516 municípios. “Calculamos a proporção do repasse do FPM dentro do total de receitas dos municípios da seguinte forma: valor do total do repasse do FPM em 2020 dividido pelo total de receitas em 2020”, explica.

Resultado obtido de acordo com a população do município:

  • Até 50 mil habitantes:  87,8% dos municípios analisados fazem parte deste grupo. O FPM representa, em média, 27,21% das receitas destes municípios.
  • De 50 mil até 100 mil habitantes: São 348 municípios. O FPM representa 14,01% em média do total de receita.
  • A partir de 100 mil habitantes: São 322 municípios. O FPM representa 9,16% em média do total de receita.

Alexandre Gonçalves observa que o repasse do FPM responde por quase um terço das receitas para muitos municípios brasileiros, e aponta que “entre os clientes Governançabrasil, o FPM representa em média 21% do seu total de receitas”.

Logo, ter em mãos uma previsão da quantia a ser recebida é essencial para que o gestor possa qualificar o planejamento e a execução de pagamentos e projetos. Até então, essa informação antecipada era de difícil acesso, e agora, ela está disponível facilmente para todos os clientes do Sala de Situação.


Inteligência de dados cada vez mais presente e olhando para o futuro

Essa função no Sala de Situação mostra como a GOVBR está sempre aprimorando seus recursos de inteligência de dados. O lançamento desta previsão inaugura uma nova fase da solução, que prevê um olhar mais sofisticado para a análise de dados. Ou seja, mais do que tabular e fazer comparativos sobre o que já ocorreu, agora será possível antecipar informações, sempre a serviço da governança na gestão pública.    

Mais sobre o Sala de Situação

Desenvolvido para plataforma web e também acessível via dispositivos móveis, sempre com total segurança, o Sala de Situação é uma solução completa para o planejamento e a gestão estratégica de órgãos públicos. Através de uma interface simples e compreensível, o Sala de Situação exibe, em tempo real, informações qualitativas sobre as principais áreas do município. Além disso, monitora se a administração está conseguindo atingir índices legais como os de gastos com Folha de Pessoal e Educação.